Como criar um bom logótipo | 10 Passos

 

artigo-Como-criar-logotipo-topo

A nossa odisseia criativa desvendada!

Este artigo vai mostrar o nosso método de trabalho recorrendo ao processo de criação do logótipo do hostel Espírito Santo Flats em Angra do Heroísmo nos Açores. Este logotipo foi criado há alguns meses e foi um trabalho que deu imenso prazer desenvolver devido às premissas do cliente que se relacionavam com o local onde se implanta o edifício do hostel.


10 Passos para Criar um Logotipo

1. Ter as ferramentas correctas

artigo Como criar logotipo soft

Uma das coisas mais importantes para quem trabalha na área de design de logótipos e identidades gráficas é o software que utiliza. É uma questão bastante sensível mas o consenso é que o Adobe Illustrator é o melhor software para trabalhar com desenho vectorial. Este tipo de desenho permite ser replicado em qualquer tamanho sem perder qualidade em monitor ou na impressão.
Existem outros programas como o Corel Draw (pago tal como o Adobe Illustrator) e ainda outros como o Inkscape (gratuito/ open-source).
Além do software e respectivo computador uma boa caneta (ou lápis…) e um bom caderno também ajudam bastante a testar ideias e a desenvolver a criatividade. O desenho à mão é uma excelente maneira de materializar o pensamento e testá-lo ao mesmo tempo.

Nota: programas como Word, Powerpoint, Paint e outros desta natureza não são ideais nem aconselhados para criar um bom logotipo e portanto normalmente o resultado de trabalhos neste tipo de software é mau a nível de grafismos e a nível de qualidade de impressão.

2. Obter a informação certa da parte do cliente

artigo-Como-criar-logotipo-info

 

Este passo é extremamente importante porque é aqui que vamos obter do cliente aquilo que ele tem em mente. Mesmo que o cliente não saiba o que quer podemos saber, pelo menos, o que ele não quer.

Ter preparado um bom questionário com perguntas directas e sucintas é uma ferramenta excelente para ter uma boa base de trabalho para obter um resultado de qualidade e que vá de encontro àquilo que o cliente quer.

Aqui na Logotipo.pt o questionário inicial que enviamos aos nossos clientes é :

  • Nome específico da empresa e subtítulo da mesma se tiver;
  • r: Espírito Santo Flats
  • Área de actuação da empresa;
  • r: Empresa de Alojamento Local, que detém neste momento três apartamentos
  • Se tem algum exemplo dentro ou fora do nosso portefólio que ache pertinente mencionar;
  • r: Não tenho
  • Se há alguma cor de uso obrigatório
  • r: As cores que tenho preferência, são verde e branco, mas não sendo obrigatório 
  • Se há algum símbolo ou forma de uso obrigatório;
  • r: Não tenho qualquer símbolo obrigatório mas nesta zona há uma bela paisagem, muita história e muita arquitectura interessante
  • Outra informação que considere importante;
  • r: Não tenho

Nota: Algumas vezes um cliente diz-nos que nós é que somos os criativos e por isso não nos vai dar pistas. Esta atitude por parte do cliente é errada e meio caminho andado para que o designer não consiga perceber o que o cliente procura. Nestes casos devemos insistir na obtenção de informação ou então arriscamo-nos a não conseguir apresentar esboços satisfatórios ao cliente.

Temos outro questionário mais extenso para os serviços que incluem o naming (criação de nome da marca) como ponto de partida. Encontrar um bom nome para uma empresa é uma tarefa muito complexa e requer muita informação acerca da mesma.

3. Pesquisar sobre os vários aspectos do contexto

 

artigo-Como-criar-logotipo-pesquisa

Depois de obter a informação sobre a empresa e preferências do cliente o primeiro passo é pesquisar acerca da mesma e do contexto na qual se insere. No caso do Espírito Santo Flats houve uma pesquisa não só acerca de hostels mas também acerca do local onde este hostel específico se insere. Neste caso tivemos que investigar Angra do Heroísmo visto que o edifício está num local muito pitoresco imediatamente ao lado da Igreja da Misericórdia. Existe uma vista espectacular para a Baía da Angra e para o icónico Monte Brasil. Além da paisagem e do património arquitectónico da vizinhança como a belíssima Igreja da Misericórdia e o pátio da Misericórdia, o próprio edifício do hostel tem muito charme e uma cor característica que contrasta e ao mesmo tempo se harmoniza com as inúmeras soluções cromáticas do edificado vizinho. Nesta pesquisa obtivemos tudo aquilo que necessitávamos para a criatividade começar a fluir. Chegamos ao pormenor de ver detalhes decorativos do edifício visto que é um edifício especial e com história.

Pesquisamos também acerca da denominação, Espírito Santo, o porquê de o nome ser este e até como é que durante a história o Espírito Santo foi representado pela arte. Tipicamente como uma pomba branca.

4. Começar sempre a esboçar à mão

artigo-Como-criar-logotipo-esboços-á-mao
Se quer criar um bom logótipo, no inicio do processo criativo deixe o computador para depois, começar a esboçar não é uma actividade que apareça apenas depois da pesquisa, normalmente mal temos uma encomenda as ideias começam de imediato a surgir e a ser esboçadas em papel. Quem gosta de desenhar tem uma grande vantagem e usa o desenho como auxiliar do pensamento e da criatividade. Há muitas vezes clichés clássicos que aparecem mal se fala num determinado contexto. Neste caso a tal Pomba Branca a representar o Espírito Santo. A pesquisa vai fazer brotar muitas ideias algumas das quais vão coincidir com as ideias iniciais mas outras vão ser mais qualificadas e mais originais porque se inspiram em dados mais específicos. Começamos por estudar a igreja da Misericórdia visto que tem um tipo de arquitectura muito próprio dos Açores e tem uma cor muito sui generis que dá logo representatividade ao local e ao hostel. Depois de olhar para o hostel desde a praça, no Google Street View, decidimos olhar para a paisagem da baía e depois de dentro do edifício para fora e retratar a baía da Angra do Heroísmo. Também fomos ao pormenor decorativo tal como já tínhamos mencionado no ponto anterior. As guardas das varandas do edifício do hostel têm um motivo interessante que é uma espécie de nó geométrico ao estilo Art Deco que nos pareceu ter potencial.

Clichés clássicos normalmente dão origem a bons logótipos

Visto que são clichés porque se encontram no imaginário colectivo de uma determinada comunidade. Há clichés tão cimentados que tornam certo tipo de logótipo uma espécie de pictograma informativo, por exemplo, os stands utilizam até à exaustão a silhueta do carro! Ou as farmácias e a típica cruz verde. Há uma “luta” constante entre a dose de originalidade e a dose de familiaridade de uma marca. Por um lado as marcas querem ser originais, por outro querem ser representativas, isto apresenta um dilema a quem desenha o logótipo de uma marca visto que muitas vezes a boa representatividade está ligada a símbolos usados demasiadamente.

5. Esboçar no computador

artigo-Como-criar-logotipo-5

Após estarmos satisfeitos com um grupo de ideias queremos testá-las no ambiente do software de desenho vectorial, no nosso caso o Adobe Illustrator. Muitas vezes uma excelente ideia desenhada à mão não funciona com o rigor do computador e muitas vezes uma ideia que nos parece má num esboço manual pode resultar muito bem no computador. Trabalhar no computador nesta fase é muito bom para testar formas, cores e configurações visto que o software permite fazê-lo de forma muito rápida e competente. Outra questão é que paradoxalmente há ideias muito boas que não funcionam para certos casos e há ideias muito boas que não funcionam por falha do grafismo. Normalmente todos os estudos que fazemos são guardados de uma forma mais ou menos cronológica porque uma ideia que hoje nos parece má amanhã, com um pequeno pormenor diferente, pode melhorar e resultar bem.

artigo-Como-criar-logotipo-esb1

As cores deste local em particular são muito fortes e representativas e um dos esboços era basicamente uma estilização por nivelamento da rua onde se insere o hostel. Vemos o plano “azul real” à esquerda o plano amarelo-torrado do vizinho do hostel e com destaque no centro do círculo a moldura verde, o plano do chão num cinza escuro a representar os cubos de pedra da rua.

artigo-Como-criar-logotipo-esb2

O segundo esboço foi buscar a paisagem muito estilizada do monte Brasil e o seu reflexo na água com uma pomba “luminosa” representando o espírito santo, estes dois elementos são colocados dentro de um rectângulo no verde da tinta do edifício do hostel. Esta imagem é uma associação da paisagem ao edifício.

artigo-Como-criar-logotipo-esb3

A terceira proposta mostra a vista de uma janela para a baía como se fosse de dentro do hostel. Não é uma visão realista mas leva a relação do edifício com a paisagem um pouco mais longe visto que neste esboço temos a moldura verde do edifício.

artigo-Como-criar-logotipo-esb4

A nossa quarta proposta foi o tal pormenor da guarda das varandas dentro de um círculo, é um símbolo muito menos representativo do local mas muito mais íntimo para quem já conhece o edifício. Como se pode perceber tentamos sempre mostrar um leque diverso de opções para que o cliente possa perceber por onde prefere avançar.

 

6. Escolher uma boa tipografia 

artigo-Como-criar-logotipo-tipografia

 

Uma coisa que surge de forma natural é a parceria símbolo/tipografia, muitas vezes mal desenhamos um símbolo já temos em mente o melhor tipo de letra para ele. No nosso modus operandi e salvo raras excepções tentamos sempre fazer com que o tipo de letra partilhe das características geométricas do símbolo. Um símbolo com ângulos vincados e uma geometria pura pede uma tipografia igualmente geométrica com ângulos vincados como a Futura por exemplo. Um desenho mais espontâneo e livre pede um tipo de letra manual como a Moon Flower, um símbolo clássico pede um tipo de letra com serifas como a Caslon, um símbolo simples e bidimensional pede um tipo de letra sem serifas e simples como a Avenir ou Frutiger. Por vezes queremos que haja um contraste entre o símbolo e a tipografia por alguma razão que justifique mas é raro isso acontecer. De referir que um símbolo simples e “minimal” pode ficar bem com qualquer tipo de letra.

Uma coisa que também influencia a escolha do tipo de letra é a extensão do título, se for muito extenso convém que seja um tipo de letra condensado para não ficar muito desproporcionado em relação ao ícone e formarem uma composição equilibrada.

artigo-Como-criar-logotipo-esbfinal

No caso do Espírito Santos Flats com o esboço 3 ( que foi o escolhido pelo cliente) utilizamos um tipo de letra muito simples e bem legível, a Montserrat. Como temos um símbolo com bastante “vida” a tipografia é sóbria, eficaz e partilha das características geométricas do desenho.

 

Para criar um bom logotipo deve evitar o uso de tipografias de má qualidade ou utilizadas excessivamente

Comic Sans, Papyrus, Calibri, Arial, Helvetica, Tahoma, Verdana e maior parte das tipografias de sistema. Em caso de indefinição o melhor é sempre utilizar uma tipografia simples de boa qualidade como a Graphik ou a Montserrat.

 

7. Posição da tipografia em relação ao ícone 

artigo-Como-criar-logotipo-posi

 

Este passo normalmente é dado com muita naturalidade entre duas opções, colocar o símbolo por cima do texto ou ao lado esquerdo do texto, estas são as duas configurações mais normais e que são “sentidas” como a regra de 99% dos logótipos. Apesar disso há outras opções mais originais, há logótipos que a própria tipografia contém um pormenor que lhe dá personalidade e que configura um logo, temos o exemplo da NOS, há também posicionamentos pouco ortodoxos com o texto por cima do símbolo como a Gucci, de símbolos à direita do texto como a Yelp.

artigo-Como-criar-logotipo-gucci-yelp

Nos que apresentamos para o Espírito Santo Flats utilizamos sempre o posicionamento tradicional do símbolo à esquerda e texto à direita muito por causa da extensão do texto que é muito comprido e que por isso dividimos em três linhas equilibrando a composição com o rectângulo da “janela”. Este posicionamento permite as aplicações em website, papel de carta etc sem grandes conflitos de equilíbrio da composição.

Nota: Muitas vezes uma das maneiras que temos de diversificar os esboços iniciais é fazer várias configurações, do tipo, fazer um esboço baseado apenas no texto do título da marca, opções com a associação de um ícone e um título que podem estar lado a lado ou por cima um do outro. Muito raramente o ícone é colocado à direita do título ou por baixo do mesmo devido a uma questão de “tradição” as marcas que o fazem correm o risco de serem consideradas “anormais” em vez do tão desejado original. Existem ainda outras opções como o texto estar inserido no próprio símbolo, o texto em torno do símbolo e todas as outras soluções que a criatividade de cada um permitir.


8. Escolher uma boa cor para o projecto

artigo-Como-criar-logotipo-cores

 

Normalmente os nossos esboços de Logótipo à mão livre em papel não têm cor mas logo que começamos a esboçar no computador é de imediato adicionada uma ideia de cor que vai sendo trabalhada ao longo da maturação das formas. Se os clientes têm alguma preferência tentamos arranjar a melhor solução para a cor que indicaram, se consideramos que as cores escolhidas pelo cliente não vão funcionar tentamos alertar o cliente e oferecer alternativas. Existem muitas teorias acerca da cor que devemos conhecer mas que temos que ter espírito crítico acerca das mesmas porque existem estudos credíveis mas também proliferam na internet afirmações sem nexo. Muitas vezes estas afirmações estão ligadas a actividades sem qualquer validação científica como cromoterapia, Feng Shui entre outros. Há coisas óbvias como o azul ser uma cor com efeito apaziguador (por isso utilizada em contexto hospitalar) e o vermelho pelo contrário ser uma cor excitante. Existem teorias que uma empresa de sucesso em certa área ter que utilizar certa cor mas isso é contradito quando existem outras teorias que dizem que as empresas devem demarcar-se dos concorrentes pela diferença. Concluindo, no campo da cores, nós tentamos utilizar o bom senso para equilibrar a procura da representatividade com a procura da originalidade (tal como já mencionamos nas notas do ponto 4).

artigo-Como-criar-logotipo-angra

No Espírito Santo Flats a cor era um elemento bastante importante porque o local onde se implanta é muito pitoresco e com cores muito sui generis. Para ligar de imediato o edifício físico ao logótipo decidimos utilizar a cor da pintura das molduras do edifício para simbolizar a janela e dentro da mesma colocamos o verde do monte Brasil e o azul do mar. Uma combinação de cores em harmonia que vai encontrar um paralelismo nas cores utilizadas no texto que fica do lado direito do símbolo.

9. Testar o potencial do logótipo em tamanhos pequenos, sobre fundos diversos

artigo-Como-criar-logotipo-teste

 

Um passo muito importante para criar um bom logótipo é o teste de tamanhos, impressões, no monitor etc. Antes de testar nunca podemos estar certos de que um logótipo vai funcionar bem. O texto, subtítulos e pormenores deverão ser bem visíveis num tamanho mínimo, os contrastes deverão funcionar bem em fundo escuro e se isso não acontecer as cores deverão ser revistas para isso acontecer. Normalmente um logótipo sobre fundo escuro funciona de forma diferente da maneira que se relaciona com um fundo claro. É uma constatação básica da teoria da cor, o brilho e natureza dos tons varia se colocado num fundo branco ou fundo preto, os mesmos tons parecerão diferentes. Convém dentro dos mesmos tons afinar as cores que ficarão ligeiramente diferentes em cada um dos fundos (branco e preto).

artigo-Como-criar-logotipo-teste

No caso do Espírito Santo Flats tivemos que fazer precisamente isto, o logótipo sobre fundo preto teve que mudar os tons para ter um bom contraste.

10. Fornecer os ficheiros correctos

artigo-Como-criar-logotipo-ultimo

 

Depois de tudo estar definido falta apenas fornecer ao cliente todo o tipo de ficheiros que ele poderá necessitar para utilizar o logótipo e/ou identidade gráfica quer em suporte digital ou suporte físico. Fornecer ficheiros de alta definição e em formato vectorial é fulcral para que o cliente tenha a polivalência necessária para produzir o material que tiver em mente. É nosso hábito fornecer o ficheiro original editável em Adobe Illustrator e versões do mesmo em Pdf e Eps, fornecemos também imagens Jpeg e Png (imagem sem fundo) em alta definição.

Estes são os passos que utilizamos no nosso processo de construção de um logótipo, de referir que este processo não é linear como poderá parecer neste artigo, existe sempre um “vaivém” no qual enviamos os esboços, obtemos feedback do cliente e fazemos os acertos necessários. No processo de criação de logótipo é muito importante agirmos não só como executante do que o cliente pretende mas também como um consultor que aconselha as melhores opções e alerta o cliente para escolhas erradas. Como designers temos que perceber que maior parte das pessoas não estão familiarizadas com o nosso trabalho e muitas vezes querem soluções que não funcionam bem para as suas marcas. Um exemplo muito frequente é pedirem-nos para usar o amarelo sobre fundo branco, pedem também muitas vezes quando o símbolo é a letra inicial da marca para substituir a letra pelo símbolo, outro problema frequente são os subtítulos demasiado extensos. Quando o subtítulo é demasiado grande o logótipo em tamanhos pequenos não vai permitir que seja lido o subtítulo. O passo final nos nossos projectos é alertar o cliente para a possibilidade bastante presente que as impressões não coincidirem com o que o cliente está habituado a ver no monitor e que convém sempre que procederem a uma impressão de material pedirem prova de impressão para terem noção do resultado final. Como trabalhamos na maior parte dos casos à distãncia não costumamos escolher com o cliente o pantone. O que fazemos é dar uma sugestão e o cliente quando contacta uma gráfica afina as cores conforme acha melhor.

“um bom design parte sempre de um bom cliente”

Por fim, temos que dizer que o nosso objectivo é sempre que o cliente fique satisfeito e com um bom logótipo. Por vezes isso não é possível porque o cliente insiste numa solução má e aí tudo o que podemos fazer é levar o projecto até ao final.

 

Se gostou deste artigo e pretende criar um bom logótipo, único, original e que seja a imagem da sua marca por muitos anos, clique para Criar Logotipo

 





Blog Logótipo.pt

Pretendemos fazer uma analise descontraída ainda que convicta dos nossos trabalhos e também dos trabalhos de outros designers...

Tentamos sempre ver os pontos positivos de cada caso e de igual forma os pontos negativos e expô-los perante o leitor que pode comentar os nossos textos e participar com a sua opinião acerca do que criticamos e do que criamos.


site.pt

Artigos Relacionados



Comente ou deixe a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *